Presidente Jair Bolsonaro terá até 23 de agosto para sancionar a LDO e decidir se sanciona ou não o fundão eleitoral de R$ 5,7 bilhões| Foto: Foto: Evaristo Sá / AFP

O presidente Jair Bolsonaro terá até 23 de agosto para sancionar ou vetar integral ou parcialmente o projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Dentro do texto, foi incluído o fundão eleitoral de R$ 5,7 bilhões para as eleições de 2022.

A proposta será enviada ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira (2) pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), segundo informa o Estadão Conteúdo. Além do fundão, caberá a Bolsonaro uma posição sobre a possibilidade de o Congresso aumentar as verbas do Orçamento de 2022 por meio das emendas de relator.

O presidente tem tido nos últimos dias que vetará ao menos parcialmente a proposta. Ele admitiu que um fundão de R$ 4 bilhões poderia ser sancionado, o que significaria a duplicação do volume aplicado nas eleições de 2020.