O procurador-geral da República, Augusto Aras.| Foto: Lula Marques/Fotos Públicas

O procurador-geral da República, Augusto Aras, enviou manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF) na quinta-feira (10) na qual diz entender que a Corte não pode obrigar o presidente Jair Bolsonaro a usar máscara.

A manifestação de Aras ocorreu em uma ação do PSDB. De acordo com o portal G1, no texto, Aras diz que embora o comportamento de Bolsonaro possa eventualmente endossar uma postura contrária à saúde, não há necessariamente uma obrigação de usar a máscara.

Bolsonaro pediu na quinta ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um estudo para flexibilizar o uso de máscaras por quem já foi vacinado contra a Covid-19 ou teve a doença diagnosticada.