Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) está preso em regime domiciliar desde março.| Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), fixou fiança de R$ 100 mil para o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ) por violações ao regime de prisão domiciliar. O parlamentar é monitorado com tornozeleira eletrônica e não pode sair de casa há quase três meses. O ministro ainda autorizou a abertura de inquérito para investigar a suspeita de violação do dispositivo que monitora o parlamentar. Silveira tem até 48 horas para pagar a fiança.

O deputado foi preso em fevereiro deste ano após publicar um vídeo nas redes sociais com ameaças e ofensas contra ministros do STF no âmbito do inquérito que mira o financiamento e organização de atos antidemocráticos em Brasília. No vídeo, Silveira fez ainda apologia ao Ato Institucional nº 5 (AI-5), a medida mais violenta da ditadura militar que governou o Brasil entre 1964 e 1985. Daniel Silveira é réu no STF em ação penal pelos crimes